Translate

Archive for 6/19/11 - 6/26/11

Síria: Sexta da Queda da Legitimidade já deixa dezenas de mortes e deserções.

O dia começou assim: Em Bahzer 3 pessoas foram mortas e outras 25 ficaram feridas quando as forças de segurança atiram para dispersar a multidão que se aglomerava nas ruas em manifestações pelos 100 dias de massacres e violências contra o povo e os 41 anos do sangrento regime familiar...


Por trás da núvem de gás lacrimogênio atiradores disparam balas reais
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 24 de Junho de 2011 - 12h36min.

Como de costume, eles utilizaram bombas de gás lacrimogênio antes de começar a atirar, disseram ativistas locais à "Aleqt". Há relatos e vídeo da casa de Khaldoun Hbashah que foi invadida por forças de seguranças que o executaram.

O Jornal de "The Independent" notificou a morte de 2 pessoas em al-Kasweh por tiros disparados contra a população.

Pelo Twitter a Revolução Síria em seu perfil @SyrianRevolution informou que cerca de 70% da população de Deir Azour saiu para protestar hoje

Deir Azour - Protesto massivo - Fonte @SyrianRevolution


Por Twitter um usuário apelidado de @RazanSpeaks contou que um pai e seu filho de 5 anos foram executados próximo da fronteita turca hoje cedo e foi confirmado depois por @Hamfarouk.

O Twitter @ajtalk da Aljazeera informa que vôos de base aérea militar síria com destino a Turquia tem ocorrido sendo notificado inclusive a presença de altas patentes militares entre os tripulantes.
O Ativista @MalathAumran informa que até agora 16 soldados sírios incluindo 6 graduados e 2 coronéis fugiram para a Turquia.

Informações que precisam ser checadas mas estão vindo da Síria em tempo real em que 20 pessoas foram mortas até agora em Barzeh, conta o tuiteiro ativista @ZainSyr.

Neste vídeo soldado infiltrado registra atiradores posicionados em terraço para emboscar manifestantes na Ponte Vaga.

A Agência de notícias árabe @Alarabya informou que há 16 mortos em Damasco e nos arredores

A Reuters noticiou que até agora cerca de 1500 refugiados sírios chegaram na Turquia só no dia de hoje.


Síria: Ministro acusa Al-Qaeda de expulsar moradores para a Turquia.

Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 22 de Junho de 2011 - 11h15min.


Em face da estrondosa insatisfação mundial e as críticas que o presidente Bashar Al-Assad tem angariado desde seu último discurso, o ministro das relações exteriores da síria Wallid Al-Muallem decidiu ir à imprensa rebater os comentários internacionais, embora com saúde bastante precária.

Em conferência de imprensa em Damasco, ele condenou, nesta quarta as críticas internacionais, que chamou de "intervenção estrangeira nos negócios internos do país".

Para ele as críticas representaram uma intenção de semear o "conflito e o caos na síria". Segundo a Aljazeera ele atacou os partidos que fizeram avaliações negativas sobre o discurso de Assad, e a intenção da União Européia de criar novas sanções.

Ele ameaçou "congelar" a candidatura da UE ao Mediterrâneo. Acusou o ministro frances das relações exteriores de estar vivendo na "era colonial".

Ele condenou a revolução prometendo um diálogo com os manifestantes tendo sua proposta sido citada pela Aljazeera:

 "Venha e testar a seriedade da liderança da Síria e da vontade..."
Ele também reforçou que não há nenhum exército sírio apelando à violência contra seu próprio povo dizendo que deu ordens para que a "não-violência seja praticada". Ele condenou a acusação da revolução síria de que o exército buscava matá-los.
Negou a presença do exército na ponte vaga e que refugiados na Turquia estariam impedidos de voltar pra casa dizendo:
"Eu nego categoricamente que qualquer pessoa que voltou para sua casa tenha sido assassinado, preso, ou estuprada." - citando a Aljazeera.

Ele atribuiu a fuga em massa para a Turquia a "grupos criminosos armados" que tem obrigado os moradores a deixarem suas casas e atribuiu a violência ao Al-Qaeda.

<iframe width="425" height="272" src="http://www.youtube.com/embed/2ScyyGJ7d9w" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>

UE: Assad para ter credibilidade internacional deve fazer reformas.

O mundo reagiu mau com o discurso choroso do ditador Bashar Al-Assad. Para o povo sírio, a declaração de que a violência contra civis no país tem sido causada por terroristas provocou revolta ainda maior.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 21 de Junho de 2011 - 06h47min.

Victoria Nuland Fonte da imagem: NATO
Para a União Européia as palavras de Assad não trazem credibilidade. No site Fast-NU da "Voice of América" as declarações e os anseios da américa pela porta-voz do Departamento do Estado Victoria Nuland: "Ações, não palavras".

"Ele passa muito tempo culpando instigadores estrangeiros, em vez de apreciar seu próprio povo, que estão simplesmente revoltados com um regime que se sustenta através da corrupção, repressão e medo", disse Nuland. "Nós também notamos que a grande maioria dos inocentes mortos na Síria foram nas mãos das forças de segurança."
A américa se mostra preocupada com a relação Síria-Irã e entende que a Síria adotou o "manual iraniano" de esmagar manifestações a exemplo de 2009. Victoria ainda alertou que o EUA e seus aliados estão estudando recursos para que Assad seja julgado por "crimes de guerra" pelo Tribunal Penal Internacional, bem como novas sanções americanas a serem aplicadas no ramo da energia síria (petróleo e gás).


Assad no paredão - Fonte da imagem: whosright
Os especialiatas americanos analisam as condições e acham mais rápido que as sanções sejam aplicadas do que o julgamento pelo (TPI) Tribunal Penal Internacional. Para que as ações do TPI sejam iniciadas se faz necessária a participação do Conselho de Segurança da ONU e isto demanda mais tempo.

Ela ainda destacou que a Russia e a China estão bloqueando as ações do Conselho de Segurança mas que não significa que no futuro continue assim.

Por outro lado, a população síria se nega a negociar com Assad. Não há diálogo. Em nome dos mártires que já somam 1600 segundo a "SNN" o regime precisa acabar e a família Assad ser condenada por todos os seus crimes contra o país e a humanidade. Eles se mostram dispostos a enfrentar os crescentes desafios proporcionados pela máquina assassina do governo sírio.

Hoje, um importante ativista sírio denunciou que fontes secretas (infiltrados) informaram que AMANHÃ (22-06) o governo da síria pretende inserir atiradores no meio da multidão durante a grande demonstração que tem sido anunciada. O objetivo é produzir provas que confirmem a existência de terroristas infiltrados na revolução.

Mapa da União Árabe - Fonte da imagem: clubs.psu.ed

Victoria pediu que a Turquia e a União Árabe aumentem a pressão sobre Assad, inclusive implementando sanções.
Algumas autoridades internacionais se mostraram ainda mais irritadas quando Assad abordou a velha retórica de que terroristas estão matando civis no país. A União Européia declarou-se "decepcionada" e afirmou que está preparando novas sanções contra o país. A porta-voz do Departamento do Estado também demonstrou rejeição sobre estas declarações dizendo: "Nós não estamos convencidos disto".

Citando o site "Aleqt" que destacou as palavras de Victoria quando declarou:
"A credibilidade e a liderança do presidente al-Assad depende da implementação das reformas que ele anunciou-se para o público, sem tomar quaisquer medidas, desde então, para cumprir as suas obrigações."

SÍRIA: Os números oficiais do terror contra o povo e o levante popular 20-06-11

A Rede de Notícias síria "SNN" publicou hoje o primeiro relatório detalhado de toda a revolução que já ultrapassa dos 3 meses de levantes, massacres e fugas e revoltas.


Soldados Turcos aguardam permissão para refugiados sírios
cruzarem a fronteira - Fonte da imagem: "adelaidenow"
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 20 de Junho de 2011 - 07h20min. 
Atualização: 15h33min.

Números divulgados pela Rede SNN
"1600 mortos - 6.000 feridos - 15.000 detentos - 1.200 desaparecidos - 
15.000 refugiados na Turquia - 100.000 refugiados dentro do país - 

64.000 procurados."

CHAM: Por falar em revoltas, foi informado nesta madrugada que houve ontem uma nova rebelião dentro do exército sírio e que houve pesado tiroteio. Os soldados rebeldes iniciaram o uso de munição traçante para diferenciar dos pró-Assad. Ainda não há informação do que possa ter acontecido. Normalmente os rebeldes são executados.  A Rede SNN disse que no momento está tudo calmo na região...

Outra informação importante de um ativista ligado à rede SNN é que a rebelião tem se aprofundado dentro do exército e que estão tentando assumir o controle da Divisão a fim de proteger o povo.

Também há relatos de que o exército tem bloqueado as fronteiras para impedir a fuga dos populares, enquanto as prisões, torturas e massacres continuam em rítimo acelerado.

Discurso
Discurso de Assad na Universidade de Damasco - 19-05-11
Fonte da imagem: "gulfnews.com"
Em discurso no dia 18 na Turquia, Assad pediu para as pessoas "voltarem para casa e mesmo que o conflito dure dias, meses e anos, que devem se manter firmes em seu país" de acordo com "Aleqt/Reuters" Assad prometeu reformas contitucionais dentro de 30 dias e reformas parlamentares a serem realizadas em Agosto e as reformas finais em Setembro.

Alerta


Os ativistas Suheir Al-Atassi e Mamoun al-Homsi negam a ciência do "Conselho Nacional da liderança síria da revolução" anunciado para a imprensa neste domingo. Segundo o "porta-voz do conselho Jamil Assaab", o conselho teria sido criado próximo à fronteira no lado da Turquia, num congresso no último dia 19. No anúncio foram citados nomes de importantes líderes e ativistas da Revolução síria mas há controvérsias.


Suhair Al-Atassi
Fonte da imagem: reformsyria.org
O site "alrai" divulgou esta matéria em função do anúncio, mas a revolução NÃO RECONHECE ESTE GRUPO, informou a SNN. Na verdade por ser um levante popular, não existe uma "liderança" estabelecida. Não houve esta votação nem este acordo ou anúncio. Todos são ativistas e lutam pelos mesmos objetivos: O fim do regime. Este "Conselho" não deve ser levado em conta, segundo as principais bases da revolução "coalition of the young Syrian Revolution Free".

Recebi ainda um e-mail com a declaração da Coalisão da Juventude e o telefone de contato para esclarecimentos para a imprensa:

"Speaker Informação: 00447775845959"


Segue abaixo trecho da publicação:

"O porta-voz do conselho Jamil Assaab disse que «Conselho Nacional» inclui conhecidos dissidentes, especialmente Abdullah cruiser e Mamoun al-Homsi e para trás e Khalid Sheikh Haitham al-Maleh e Suheir Atassi, Aref Dalila, observe que o sal e Atassi e as provas estão na Síria." - informou "alrai"dentre outras agências de notícias como AFP.



09h56min - Na universidade de Alepo há notícias de mais de 50 estudantes manifestantes presos há poucos minutos. As chamadas reformas...

Também está acontecendo uma manifestação próximo a fronteira no lado da Turquia. 

SÍRIA URGENTE: Assad persegue pessoas que buscam refúgio na Turquia.

Dos 6 acampamentos de refugiados sírios, apenas 1 recebeu visita da imprensa. Durante acesso da imprensa os rostos dos refugiados não puderam ser gravados, nem mesmo pela equipe de Angelina Jolie e a UNHCR. O motivo é claro: O presidente Assad está perseguindo os fugitivos, prendendo e matando um a um. 
População observa a chegada do exército em Bdama a 20 km da fronteira
com a Turkia - Fonte da imagem: France24
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 19 de Junho de 2011 - 10h52min.

Desde a quarta-feira topas militares fiéis a Assad têm se dirigido para as cidades fronteiriças com a Turquia. O "Observatório Sírio para os Direitos Humanos" havia informado na sexta-feira a chegada de pelo menos 5 tanques, 15 blindados,  30 ônibus além de vários carros menores na região de Bdama  teritório de Idleb.

De acordo com o site árabe "albayan.ae" que contou o depoimento de um advogado que testemunhou a chegada de 10 tanques, vários blindados e 10 ônibus transportando guardas de segurança. De acordo com a testemunha eles chegaram atirando aleatóriamente, bombardeando casas e prendendo a quem estivesse ao alcance. Pelo menos 70 presos foram levados para local desconhecido.

Pelo Twitter, a revolução informa que casas têm sido atacadas por metralhadoras anti-aéreas em Bdama
O presidente do Observatório, Rami Abdulrahman disse à AFP que a região foi escolhida porque era o principal ponto de recolhimento e distribuição de ajuda humanitária síria para os refugiados no lado turco da fronteira. Sem esta base de suprimentos, cerca de 10 mil pessoas entre mulheres e crianças ficarão completamente abandonadas no lado turco, se não receberem ajuda local ou internacional.

Na sexta 19 manifestantes mortos foram anunciados oficialmente. No Sábado milhares de sírios saíram 
às ruas para realizarem funerais e protestos costumeiros, gritando palavras de ordens contra o regime.

De acordo com os sírios, toda esta violência é patrocinada pelo partido Ba'ath que está no poder absoluto há 41 anos, tendo total e ilimitado monopólio político, utilizando a força militar para garantir o cumprimento de suas regras desumanas e cruéis. Ainda a religião da família de Assad difere da religião popular:

Chegada do exército em Ddama - Fonte da imagem: frumforum/Reuters
De acordo com blog do repórter Robert Mackey no The New York Times, a família Assad segue uma seita exotérica islâmica Alawita que é frequentada por uma minoria enquanto a população é muçulmana sunita.

Ele conta que na Turquia há relatos de Alawites estarem atacando moradores sunitas. Por toda a Síria, a revolta contra o regime tem unificado diversas crenças e culturas. Tribos e cidades. Mas a religião e o partido do governo diferem da população. Esta minoria no poder quer esmagar a maioria descrevendo este levante popular como uma guerra sectarista.

Os Alawitas defendem a santidade de "Ali", o primo de Maomé. Os muçulmanos acreditam apenas na santidade de Maomé.Este é o motivo do embate entre muçulmanos e Alawitas, (ex-xiitas) que segundo a matéria de Robert Mackey representam apenas 12% da população síria.

11:39min. Pelo menos em Duma a revolução jovem informou que todos os presos foram libertados.

Estatisticas

Searching this blog

Popular Post

Blog Archive

Facebook

Blog Humans by World Peoples

My photo

O BlogHumans é uma página de internet voltada para os direitos humanos internacionais, cada vez mais necessários nos atormentados dias de hoje. Escrito em vários idiomas, o BlogHumans é composto por diversos colaboradores internacionais. Ativistas, jornalistas e escritores defendem e lutam pelos direitos de todos os povos oprimidos no planeta.  Seja mais um a colaborar ativamente para a evolução deste importante trabalho para a manutenção da dignidasde da raça humana!
http://bloghumans.blogspot.com

Google+ Followers

Send to a Friend

Share |

Support Us, Please?

There was an error in this gadget

Country Counter

Followers

BlogHumans NGO. Powered by Blogger.

- Copyright © Middle East Daily -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -