Translate

Archive for 3/18/12 - 3/25/12

Síria: Sábado sangrento 45 mortos pela manhã.

4 crianças, 3 mulheres e outros 38 civis morreram neste sábado em consequência da repressão aos oposicionistas ao regime de Bashar Al-Assad. Desde a virada do ano é que a média diária de mortos varia entre 70 e 100 civis.
Poeira sobe durante bombardeio de Saraqeb em Idlib "Snapshot" 24-03-2012

Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 24 de Março de 2012 - 15h39 - GMT-3
Atualização: 25 de Março de 2012 - 07h09

"3 que foram martirizados sob tortura; 24 em Homs, 13 em Idlib, incluindo 10 em Saraqeb, 2 nos subúrbios de Damasco, 2 em Aleppo, 2 mártires em Daraa e 1 mártir em cada um dos Hasakah e Hama" disse a CCLS
Protegido por países poderosos e aliados como a Rússia, China, Índia e Irã, o regime sírio ainda conta com o sucesso da omissão da comunidade internacional, que encontrou na crise mundial, uma boa desculpa para se abster de qualquer ação direta em defesa do povo sírio que por sua vez, enfrenta mais de 4 décadas de massacres aleatórios sucessivos.

Buscando se libertar da opressão do Partido Ba'ath e da família Al-Assad, o povo sírio, que agora conta com apoio da liderança da seita Alawita, busca meios de adquirir armas para enfrentar as forças do exército sírio equipado com tanques indianos, munição iraniana, metralhadoras russas e ajuda financeira de diversos países, inclusive sul-americanos. A batalha que se estende para o plano da diplomacia, ainda reserva surpresas nos bastidores das Nações Unidas e da Liga Árabe.

Armamento caseiro

Num esforço sobre-humano para proteger suas famílias, muitos sírios decidiram utilizar armas de fabricação caseira, mas relatos de ativistas ligados aos revolucionários, vieram para confirmar que cresce o número de lutadores que morrem com a explosão de suas próprias armas.


Revolução dividida

A crise síria ganha um novo aliado: As cidades de Aleppo e Rastan tendem a agir cada vez mais independentes. De acordo com CCLS (Coordenação de Locais da Síria) que lamentou o fato de que mais de 10.000 famílias de Hama e Homs estão dormindo ao relento e os habitantes de Aleppo se negam a acolher alguns dos desabrigados, que deixaram suas casas quando o exército bombardeava seus telhados. Muitas destas residências não resistiram e já desmoronaram.

A CCLS disse na tarde deste sábado que forças pró-Assad invadiram a província de Idlib, fazendo 1 dezena de vítimas e várias dezenas de feridos, no bairro de Saraquib. De acordo com a fonte, pelo menos 30 casas de ativistas foram incendiadas, outras foram saqueadas. Nesta campanha cerca de 150 pessoas foram feitas prisioneiras.

Tropas sírias bombardearam a cidadela história de Hama sem misericórida. Esta cidade é tida como a mais antiga cidade do planeta ainda preservada até a atualidade.


A cidade de Kalidya na província de Homs esteve debaixo de artilharia pesada durante todo o sábado. Quando foguetes do exército sírio castigaram cruelmente as residências.


Atualizando...

Síria: Mais de 100 prisioneiros em greve de fome há 5 dias em Hama.

Ativistas políticos e de Direitos Humanos sírios e europeus enviaram um clamor pelos mais de 100 presos políticos na Prisão Central em Hama. Eles foram capturados pelas forças pró-Assad sem que tivessem cometido qualquer delito, pelo simples fato de se mostrarem oposição ao atual regime.

Massacre de Hama (bosques) Coordenação Sweida
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 23 de Março de 2012 - 08h26min. GMT-3

 Além da prisão aleatória, os presos reclamam que são vítimas de maus tratos e torturas. Em detrimento de toda humilhação que vêm sofrendo, os presos inciaram há 5 dias uma greve de fome coletiva. De acordo com o ativista italiano Sérgio Mazzella, a situação dos presos já se faz dramática devido ao quadro de debilidade generalizado e visível.

Em Agosto de 2011 a autoridade prisional máxima em Hama, o General e Ministro de Estado Adnan Mohamad al Bakkour anunciou sua demissão. No ato denunciou o regime sírio pela crueldade impetrada contra a população síria, em especial o povo de Hama e Homs. A autoridade, que buscou exílio na Turquia denuncia neste vídeo abaixo a gravidade dos crimes cometidos nas ruas, prisões e nas residências de Hama, bem como em toda a Síria..


Obstinação

Na noite desta quinta-feira (22), o Conselho dos Direitos Humanos das Nações Unidas reuniu-se para discutir os arquivos de uma grande série de países que violam as leis dos Direitos Humanos Internacionais. Liderando a discussão com cinco resoluções a ser votadas contra Israel e em seguida a Síria atraiu a atenção das autoridades internacionais pela corrente mortandade que já completa 1 ano. Só ontem 67 civis e 3 desertores foram mortos pelos exército e as forças de segurança. Dentre os mortos, 2 prisioneiros foram torturados até a morte, disse a CCLS.

Hipocrisia

A HRW descreveu como "ridículo" o projeto de resolução apresentado pela Síria apontando as infrações dos Direitos Humanos cometidas por Israel. Sri Lanka também criou sua resolução apontando os crimes de China, Cuba, Arábia Saudita e Zimbabwe, mas segundo o Observatório dos Direitos Humanos (HRW) o Conselho dos Direitos Humanos das Nações Unidas teria "ignorado" o projeto do Sri lanka, que vem cometendo graves e crescentes crimes contra os Direitos Humanos em seu próprio país.

No final da sessão, as 5 resoluções contra Israel foram aprovadas, inclusive a resolução proposta pela Síria e o Irã, que Hillel se mostrou bastante frustrado que o levou a declarar:

"Infelizmente, o Conselho continua partidário, seletivo e politizado, e está a falhar a sua missão desda a fundação para defender as vítimas do mundo das violações dos direitos humanos." - Hillel Neuer, presidente do HRW.

ONU: Conselho de Direitos Humanos votará hoje sobre a crise na Síria.

Nesta Quinta, o Conselho dos Direitos Humanos das Nações Unidas inciará uma nova votação às 19h (hora de Genebra) de uma nova resolução na tentativa de dar fim aos contínuos massacres de civis na Síria, que no dia 15 deste mês completou 1 ano resultando na morte de mais de 8.000 civis.

Criança síria ferida por tiro de fuzil na perna ontem.
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 22 de Março de 2012 - 08h42min GMT-3
Atualização: 17h02min

A última resolução proposta pelos estados árabes Turquia, Arábia Saudita, Qatar e Kuwait foi aprovada com 37 votos à favor e apenas 3 contra (Rússia, China e Cuba) e 3 abstenções (Índia, Equador e Filipinas).

A UNHCR propôe resoluções que também estão aguardando votação contra outros países que engrossam a lista dos "piores violadores" de direitos humanos "do mundo". Entre eles China, Cuba, Rússia, Arábia Saudita, Venezuela, Vietnã e Zimbabwe.

Além da Síria (Situação dos Direitos Humanos na Síria (A/HRC/19/L.38)), outros governos em condições críticas e situações embaraçosas serão discutidos, entre eles:
  1. Sri Lanka -  Promover a reconciliação e responsabilização no Sri Lanka (A/HRC/19/L.2) 
  2. Mianmar - Situação dos Direitos Humanos em Mianmar (A/HRC/19/L.30)
  3. Irã -  Situação dos Direitos Humanos no Irão (A/HRC/19/L.22)
  4. Coréia do Norte -  Situação dos Direitos Humanos na Coreia do Norte (A/HRC/19/L.29)
  5. RD Congo (francês) -  Situação dos Direitos Humanos na RD Congo (francês) - (A/HRC/19/L.15)
  6. Haiti (francês) -  Situação dos Direitos Humanos no Haiti (francês) - (A/HRC/19/L.32)
  7. Israel (palestina ocupada) -  Direitos Humanos no Território Palestino Ocupado (A/HRC/19/L.34)


Leia a resolução a ser discutida nas Nações unidas sobre a Síria:  http://blog.unwatch.org/wp-content/uploads/Deteriorating-Human-Rights-Situation-in-Syria1.pdf

Últimas acontecimentos na Síria:

Fonte: CCLS - Coordenações locais da Síria

09h09 - Em Idlib duas famílias inteiras foram assassinadas por forças de segurança do regime sírio. As duas famílias, na maioria crianças e mulheres ocupavam um ônibus que transportava refugiados para um dos campos da Turquia.

Em Hama, na cidadela de Hadiq 7 tanques invadiram a região arqueológica e histórica. De acordo com a revolução síria, eles estão estacionados na área de Apameya e prestam apoio para as forças de segurança que ocuparam a cidade agora. Ainda helicópteros sírios sobrevoam e fuzilam civis por toda a Hama.

Em Homs, nas circunvizinhanças de Kalidya, bombardeios por morteiros estão fazendo muitas vítimas. Um perseguição insana a todos os habitantes da capital síria da revolução contra a opressão do regime de Al-Assad.

Em Damasco um Capitão do exército rebelde foi executado por um assassino desconhecido. Ainda outra pessoa (Ahmad Hamdan) foi morta acidentalmente durante a execussão do oficial que ocorreu no campo de refugiados de Yarmouk.

15h45

Relatório do Dia

De acordo com o Conselhos Locais de Coordenação na Síria:

"O número de mártires na Síria hoje subiu para 70, até agora."

Entre as vítimas do exército sírio e das forças de seguranças 12 crianças, 4 mulheres, um desertor, 24 civis e outros 2 morreram por não resistir as torturas que sofriam.

As mortes divididas por regiões
  • 15 mártires em Hama
  • 20 em Homs
  • 4 em Daraa
  • 2 em Lattakia
  • 2 em Aleppo
  • 2 em Damasco (subúrbios)
  • 1 em Damasco (região central)

Estatisticas

Searching this blog

Popular Post

Facebook

Blog Humans by World Peoples

My photo

O BlogHumans é uma página de internet voltada para os direitos humanos internacionais, cada vez mais necessários nos atormentados dias de hoje. Escrito em vários idiomas, o BlogHumans é composto por diversos colaboradores internacionais. Ativistas, jornalistas e escritores defendem e lutam pelos direitos de todos os povos oprimidos no planeta.  Seja mais um a colaborar ativamente para a evolução deste importante trabalho para a manutenção da dignidasde da raça humana!
http://bloghumans.blogspot.com

Google+ Followers

Send to a Friend

Share |

Support Us, Please?

There was an error in this gadget

Country Counter

Followers

BlogHumans NGO. Powered by Blogger.

- Copyright © Middle East Daily -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -