Translate

Archive for 7/8/12 - 7/15/12

Brasil e ONU condenam massacre de AlTreimseh em Hama

O Governo brasileiro publicou uma nota, por meio do Ministério das Relações Exteriores condenando o massacre de civis desarmados na aldeia de "AlTreimseh", na cidade de Hama. Esta condenação veio após a última sessão das Nações Unidas sobre os últimos acontecimentos violentos na Síria, orquestrados pelo regime sírio e correspondido pela oposição.

Por Saulo Valley para JIRABH (Jornalismo Internacional na Revolução Árabe do blogHumans)
Rio de Janeiro, 14 de Julho de 2012 - 08h09 GMT-3

O governo brasileiro publicou neste Sábado uma nota em condenação aos massacre de "AlTreimseh", em Hama. Na mensagem o governo brasileiro "condena veementemente a repressão violenta contra civis desarmados.." a mensagem ainda insta o regime sírio arespeitar o acordo efetuado em 2011 com as Nações Unidas de cessar-fogo, a retirada do exército das ruas entre outras resoluções determinadas no "Plano de Annan".

"O Governo brasileiro insta o Governo sírio a interromper imediatamente quaisquer ações militares contra civis desarmados e a cooperar com a Missão de Supervisão das Nações Unidas na Síria (UNSMIS) permitindo-lhe acesso irrestrito aos locais conflagrados por conflitos, conforme mandato do Conselho de Segurança da ONU, por meio das Resoluções 2042 e 2043.
O Brasil reitera seu apoio aos resultados da Conferência de Grupo de Ação sobre a Síria, realizada em Genebra, em 30 de junho de 2012."

Nações Unidas

Declaração esta considerada rara já que o Brasil deficilmente demonstrava sua verdadeira posição com relação à Síria, um grande parceiro em negócios bilaterais realizados anteriormente à revolução.
Esta declaração também veio em consequência da nova resolução das Nações Unidas condenando o massacre. De acordo com a assessoria de imprensa das Nações Unidas, o Secretário Geral da ONU Ban Ki-moon manifestou-se "indignado" quando teve acesso às notícias do novo massacre cometido pelo regime sírio, descrevendo a ação como um "assassinato por encomenda", destacando que a assessoria de imprensa das Nações Unidas apontaram o massacre de "AlTreimseh" como o incidente mais violento desde o início da revolução popular síria em Março de 2011. Ki-moon disse que este massacre levanta "sérias dúvidas sobre a recente manifestação o presidente sírio, Bashar al-Assad" ao reiterar seu ... "compromisso com o plano de seis pontos apresentado pelo Enviado Especial Conjunto" Koff Annan.


Koff Annan por sua vez condenou "nos termos mais fortes" a violência exercida pelo regime sírio contra a população de "AlTreimseh", e em um comunicado se mostrou "chocado e consternado".






Já o Presidente da Assembleia Geral Nassir "Abdulaziz Al-Nasser" pediu ao regime sírio para oferecer a proteção necessária para a UNISMIS (Missão dos Observadores) continuarem seu trabalho, e "visitar o local das atrocidades para fornecer os relatórios."

O General Mood foi citado pela fonte como que confirmando o uso de armamento pesado como tanques e helicópteros em fogo indireto contra civis e bombardeio de residências na aldeia. Mood disse que a UNISMIS está pronta para ingressar no local da violência para verificar as denúncias, à partir do momento que o cessar-fogo "credível" for confirmado na região.



Novo massacre

A rotina do regime sírio continua inalterada. Neste momento a regiçao de Al-Houla segue sendo bombardeada há 14 dias consecutivos e a população está percebendo que um novo massacre está prestes a acontecer. Liberdade para cometer crimes hediondos sem qualquer dificuldade, o ditador Bashar Al-Assad mostra-se tranquilo e seguro. E ao contrário do que muita gente pode pensar, a população síria não está nada feliz com as posições de Koffi Annan e das Nações Unidas. "Declarações nos termos mais fortes" não serão suficientes para impedir que bombas de fragmentação explodam nos bairros sírios e nem impedirão a ação das milícias de shabihas que degolam e mutilam mulheres e crianças, além de estrupá-las.

Bombardeio em Homs 36 dias completos
Em Homas os bombardeios não param há 36 dias. Só neste sábado mais de 100 feridos e 7 mortos em Al-Houla em consequência dos bombardeios por morteiros e ataques aéreos.

Dentre os mortos hoje, uma mão e seus 3 filhos.
Uma outra criança foi retirada dos escombros ainda com vida durante o bombardeio que já ultrapassa das 2 horas seguidas sem intervalo. O número de vítimas só hoje em Homs é de 40 pessoas. Quem contou esta triste realidade foi o ativista sírio Hadi Al-Abdullah.
July 14, 2012
Posted by Middle East Daily Filho

Síria: 361 civis massacrados em Hama em 1 hora.

Um massacre após o outro. Um número cada vez maior de vítimas inocentes. Civis desarmados sendo a maioria de crianças e mulheres. Uma rotina que não há quem impeça. A livre ação do regime sírio como resultado da inércia das Nações Unidas. Até quando?


Bombardeios criminosos continuam na Síria
Por Saulo Valley para JIRABH (Jornalismo Internacional na Revolução Árabe do BlogHumans)
Rio de Janeiro, 13 de Julho de 2012 - 07h53 GMT-3

  Na região rural de Hama por volta das 05 horas da manhã desta quinta-feira 12, o exército sírio iniciou o bombardeio da região sem qualquer aviso. Ao cessar a criminosa operação, as tropas militares, forças de segurança e milícias de shabihas começaram a fazer revistas nas casas. Isabelle Prax, uma de nossas ativistas e correspondente disse que testemunhas que sobreviveram contaram que após deixar as casas, as forças do regime incendiavam as residências com as pessoas ainda dentro delas. Testemunhas ainda disseram que as pessoas que conseguiram escapar aos bombardeios e ao incêndio foram perseguidas e "abatidas à facadas".
Pelo menos 100 corpos de maioria de mulheres e crianças foram encontrados às margens do Rio Orontes.
   As fontes ainda disseram que há muitos corpos que foram lançados no rio A'asi e que muitos corpos ainda continuam sendo encontrados nas fazendas, denunciando ainda que muitas famílias estão desaparecidas.

Até o momento a noite de ontem 220 vítimas deste novo massacre haviam sido confirmadas pela CCLSy (Comitê de Coordenação de Locais da Síria). 150 corpos foram encontrados na mesquita de AlTreimseh, enquanto outros 70 estavam espalhados pelas ruas de Hama. Testemunhas oculares contaram a Isabelle Prax que três famílias que haviam fugido de outra cidade sitiada foram encontradas carbonizadas em Hama.

Os números da mortandade desta quinta-feira ainda não podem ser calculados em função de muitos corpos permanecerem sob os escombros, depois que os bombardeios derrubaram suas casas sobre suas cabeças e a região permanece sob controle do exército sírio regular.

Isabelle Prax e Dima Alrafaay confirmaram que ontem o Coronel Riad Alassaad enviou uma mensagem apara o povo sírio para que iniciem uma greve nacional em protesto ao massacre de AlTreimseh e convocou toda a população para empunha armas e se unir ao FSA no esforço de derrubar o atual regime liderado pelo sanguinário ditador Bashar Al-Assad.

O relatório atualizado nesta manhã de terça elevou o número de mortes a 361, o que corresponde a 6% da população que varia entre 5 e 7 mil habitantes na aldeia de AlTreimseh há 35 Km a Oeste de Hama. O número de feridos apontados pela "ASDH" Associação Síria para os Direitos Humanos; é de 320, mas afirmou nesta manhã que os número não param de crescer, porque há muitos corpos sendo encontrados nas águas dos Rios. Revelou a fonte ainda que há pelo menos 100 pessoas presas em consequência da "operação militar paralisante" que dominou outras 3 regiões vizinhas a AlTreimseh.

A "ASDH" disse ainda que a Missão de Observadores das Nações Unidas se propôs a ir até o local dos massacres verificar as denúncias. Lembrando que desde o dia 15 de Junho passado a Missão dos Observadores está suspensa em mais de 80% de suas atividades em função da crescente violência dos confrontos entre as forças pró e contra o regime. Se acordo com o General Mood (Chefe da Missão) que disse que a situação se mostra insustentável para que a equipe possa circular pelo país, devido aos elevados riscos.

Video: Momento exato em que um helicóptero militar sírio despeja bombas de fragmentação em Daara no dia 09 de Julho 2012.


Video: Agência de notícias árabe fala sobre centenas de casos de estupro cometidos pelas milícias pró-assad:

Estatisticas

Searching this blog

Popular Post

Facebook

Blog Humans by World Peoples

My photo

O BlogHumans é uma página de internet voltada para os direitos humanos internacionais, cada vez mais necessários nos atormentados dias de hoje. Escrito em vários idiomas, o BlogHumans é composto por diversos colaboradores internacionais. Ativistas, jornalistas e escritores defendem e lutam pelos direitos de todos os povos oprimidos no planeta.  Seja mais um a colaborar ativamente para a evolução deste importante trabalho para a manutenção da dignidasde da raça humana!
http://bloghumans.blogspot.com

Google+ Followers

Send to a Friend

Share |

Support Us, Please?

There was an error in this gadget

Country Counter

Followers

BlogHumans NGO. Powered by Blogger.

- Copyright © Middle East Daily -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -